Álcool: riscos para a sua saúde


23 de junho de 2015

“ ”

Álcool: riscos para a sua saúde

Quem gosta de consumir bebicas alcoólicas precisa estar atento aos estágios do seu uso para não ter sérios problemas de saúde ou causar danos a outras pessoas.
O uso esporádico, para experimentação ou episódico não está, necessariamente, associado a problemas. O abuso é um estágio de consumo que pode provocar dano físico, psicológico ou social. 
A dependência é o estágio que associado a algum tipo de perda de controle e problemas de grande importância para o usuário. A dependência envolve níveis de gravidade desde a leve que é 
mais dificilmente percebida até a grave que é fácil de ser identificada. É bom lembrar que  não existe nenhum tipo de consumo de álcool sem riscos. Dirigir depois de beber, por exemplo, mesmo 
que seja uma pequena dose pode causar acidentes. Também se deve estar atento a lei que proíbe venda de bebida alcoólica para menores.

Efeitos do uso de álcool.
Pequenas doses podem alterar humor e comportamento deixando a pessoa eufórica ou relaxada, por exemplo. A capacidade de julgamento e de habilidades como dirigir também ficam alteradas.
Doses maiores provocam sonolência, sedação, lentidão e alterações na fala e capacidade motora.
Doses elevadas levam a vômitos, náuseas, visão dupla e intoxicação alcoólica (estupor, hipotermia, convulsões, depressão respiratória, hipotensão, coma e até morte).

Efeitos do uso crônico do álcool.
O uso prolongado do álcool pode causar doenças no fígado, gota, osteoporose, hipertensão arterial, diabetes, anemia, deficiência de ferro e doenças cardíacas, vasculares, respiratórias 
e no sistema nervoso central. Também causa complicações como alucinações, depressão, amnésia, ansiedade, danos ao tecido cerebral, ciúme patológico, delírios e podem levar a pessoa ao suicídio. 
O uso crônico de álcool ainda interfere na vida social do indivíduo, levando-o a provocar, acidentes, ter dificuldades financeiras, cometer violência doméstica e até crimes.

Sinais para buscar tratamento
Alguns sinais são indicativos de que se deve procurar um tratamento.
- ser difícil parar depois que se começa beber;
- deixar de ser produtivo devido ao consumo de álcool;
- consumir com freqüência e em doses elevadas;
- beber pela manhã para sentir-se melhor depois de ter consumido álcool de maneira abusiva;
- sentir remorso ou culpa depois de beber;
- Não conseguir lembrar o que aconteceu pelo fato de ter consumido álcool;
- Ter pessoas próximas recomendando a redução do consumo do álcool.