Check-up: melhor prevenir do que remediar


23 de janeiro de 2018

“ ”

Check-up: melhor prevenir do que remediar

Fazer um check-up é sempre muito importante para a saúde, pois quanto mais cedo alguma anormalidade for detectada, mais cedo a pessoa poderá mudar seus hábitos alimentares, iniciar atividades físicas e, ainda, ser medicada, dependendo da avaliação do seu médico. Pessoas com idade mais avançada, hábitos e históricos familiares diferentes podem ter que realizar diferentes exames. Uma conversa com o médico é o que vai definir os exames que devem ser feitos. Abaixo, os que, geralmente, são os mais solicitados durante um check-up.

Exames mais solicitados e o que podem indicar.

-Colesterol e triglicérides
Ter o colesterol e triglicérides altos pode provocar um acúmulo de gordura no sangue e entupir as artérias, fazendo com que a 
pessoa corra o risco de sofrer infartos e derrames.

-Colonoscopia 
Mostram possíveis lesões no intestino que  quanto antes forem detectadas, melhor para o tratamento do paciente.

-Densitometria óssea
Analisa se há perda de calcificação nos ossos, podendo diagnosticar o paciente tem osteoporose (diminuição da massa óssea).
 
-Eletrocardiograma
Serve para indicar a atividade elétrica do coração. Identifica vários tipos de problemas cardíacos.

-Glicemia
Mede a taxa de açúcar no sangue. As taxas altas, geralmente, indicam a presença de diabetes ou, dependendo da taxa, um estágio de pré-diabetes.

-Mamografia
É fundamental para detectar precocemente um câncer de mama. Para mulheres a partir dos 40 anos é indicada uma vez por ano. E, dependendo da paciente, o exame pode ser necessário antes dessa faixa etária.

-Papanicolaou  e colposcopia
Podem identificar lesões no colo do útero. É indicado, anualmente, para todas as mulheres a partir do início da atividade sexual.

-Teste ergométrico
Serve para medir a capacidade de irrigação do coração pelas artérias coronárias, ou seja, para avaliar como está o fluxo sanguíneo no coração, enquanto a pessoa se exercita. É feito com o paciente submetido a esforço extremo, numa esteira ou bicicleta ergométrica.

-Toque retal
O exame clínico é feito pelo médico e serve para identificar se há alterações no tamanho e na consistência da próstata. Indicado, anualmente, para os homens após os 45 anos.

-PSA
Verifica a dosagem no sangue dessa substância que é produzida pela próstata. Alterações podem indicar tumores nessa glândula. É importante na prevenção do câncer de próstata.

-TSH
O teste de sangue detecta se há alterações nos níveis do hormônio que estimula a tiróide, que fica na parte anterior do pescoço. A glândula é responsável pela produção dos hormônios T3 e T4 (importantes para o metabolismo do corpo). Dosagem alterada do TSH pode indicar uma disfunção da tiróide. Quando está muito baixo, geralmente, indica tiróide funcionando em excesso (por isso o TSH está inibido). 
A pessoa tem perda de peso e apetite, taquicardia e irregularidades na menstruação (é o hipertiroidismo). Quando o TSH está muito alto, a tiróide produz pouco hormônio, provocando fraqueza, cansaço, ganho de peso, intestino preso e dor muscular (é o hipotiroidismo).