Corra da osteoporose


18 de novembro de 2017

“ ”

Corra da osteoporose

A osteoporose pode aparecer com o envelhecimento do organismo que, naturalmente, vai perdendo massa óssea. Com a osteoporose, os ossos ficam finos e com aspecto de uma esponja (esburacados) e, portanto, mais sujeitos a fraturas. Por isso, é recomendada às mulheres que estão na menopausa uma conversa com seu médico sobre a possibilidade de reposição hormonal, uma dieta rica em cálcio e atividades aeróbicas regulares.

Previna-se, pois quem tem osteoporose acaba levando uma vida mais limitada para não correr o risco de sofrer fraturas. Bem diferente da vida saudável que você deve levar para deixar a osteoporose bem longe de você.

Exercícios aeróbicos. 
São os exercícios feitos em níveis moderados de intensidade, por bons períodos de tempo, para manter a freqüência cardíaca aumentada. Por exemplo, correr uma distância longa mantendo um ritmo moderado é um exercício aeróbico.

Se você for aumentando a velocidade, a cada determinado período de tempo, a corrida deixa de ser um exercício aeróbico. As academias oferecem diversas opções, entre elas, a ginástica aeróbica.

Alimentos ricos em cálcio. 
O leite é uma fonte muito rica em cálcio e sua lactose (açúcar do leite) ainda ajuda o organismo a absorver o cálcio. Também tenha sempre à mesa peixes, como salmão, e verduras, como brócolis, espinafre, couve e repolho.

A osteoporose. 
O aparecimento da osteoporose está diretamente ligado aos níveis de hormônio do organismo. O estrógeno (hormônio feminino) ajuda a manter o equilíbrio entre a perda e o ganho de massa óssea. Na menopausa, com a queda brusca dos níveis de estrógeno, os ossos começam a perder cálcio, se tornam frágeis, podendo sofrer fraturas com mais facilidade.

Ausência de sintomas. 
A osteoporose raramente apresenta sintomas e só é percebida quando surgem as primeiras fraturas, acompanhadas de dores agudas.

Ossos mais atingidos.
Coluna, colo do fêmur e o pulso.

Quem tem mais risco de sofrer osteoporose.
As mulheres no período pós-menopausa, fumantes, diabéticos, pessoas de raça branca, pessoas que consomem álcool e café em excesso e os que exageram nos exercícios.

Como nos homens o nível de estrógeno é menor, é mais difícil o desenvolvimento da doença. Para cada quatro mulheres, apenas um homem tem osteoporose.

Previna-se.
Como a osteoporose é uma doença silenciosa e gradual, é importante fazer alguns exames preventivos de sangue e para medir a massa óssea (densitometria óssea). Eles são indicados, principalmente, para mulheres em período pós-menopausa.