Frio, pneumonia e cuidados


21 de maio de 2019

“ ”

Frio, pneumonia e cuidados

No inverno, a pneumonia pode ocorrer com maior facilidade após um resfriado ou gripe. Por isso, fique atento quando os sintomas da gripe se prolongarem e procure um médico sempre que tiver qualquer suspeita de pneumonia.                                                                                         

O que é a pneumonia  
É a inflamação dos alvéolos, pequenas partes do pulmão por onde ocorrem as trocas gasosas. Eles se enchem de pus, muco e outros líquidos, o que dificulta a passagem do oxigênio para o sangue e, consequentemente, para as células.  São necessários os devidos cuidados, pois uma pneumonia pode ser fatal.

Causas
A inflamação dos alvéolos pode ser decorrência de uma infecção causada por bactérias, vírus, fungos, outros agentes infecciosos ou, ainda, por substâncias químicas.

Sintomas da pneumonia 
Febre e suor intenso; calafrios e tremores; falta de apetite; dor no peito, que piora com a respiração; tosse com catarro esverdeado, marrom, ou com raias de sangue; respiração ofegante; gemência , prostração e aceleração do pulso. Em casos graves, lábios e unhas podem ficar roxos por falta de oxigênio no sangue e pode haver confusão mental. Em crianças muito pequenas, ou já com outras doenças de base, o cuidado deve ser redobrado, pois podem não ocorrer os sinais clássicos da pneumonia, o que, muitas vezes, dificulta o diagnóstico.

Alguns cuidados no tratamento
Geralmente, as crianças com doenças mais graves e os recém-nascidos podem ser internados, mas é sempre o médico quem indica a internação ou não para o pequeno paciente.
Se a indicação for o tratamento em casa, é extremamente importante seguir a prescrição médica. Tomar os remédios no horário e pelo tempo certo. Se houver prescrição de antibiótico, por exemplo, não se deve interromper o uso, porque houve melhora , nem prolongá-lo sem indicação médica.

Complicações da pneumonia
Derrame pleural
Os pulmões são revestidos por duas membranas chamadas pleuras. O derrame pleural é o acúmulo de líquido entre elas, que pode se transformar em pus, que deve ser drenado para o controle da infecção.        

Bacteremia
Ocorre quando as bactérias alcançam o sangue, podendo se espalhar por todo o corpo, apresentando risco de morte. Bebês apresentam com freqüência esse quadro, quando a pneumonia não é tratada a tempo. É bastante grave.

Vacinas preventivas
A vacina contra a gripe é uma boa forma de prevenção, pois, muitas vezes, a pneumonia ocorre devido a uma complicação da gripe.
Pessoas com doenças crônicas pulmonares, cardíacas, renais, pessoas diabéticas, residentes em asilos e pessoas com 65 anos ( ou mais) correm mais risco de adquirir a doença e sofrer suas complicações. Para esse grupo de pessoas é indicada a vacina contra o pneumococo, o principal agente causador da pneumonia. As três (3) doses da vacina tetravalente – aos 2, 4 e 6 meses de idade , mais reforço com 1 ano e meio - dão proteção contra um tipo de bactéria chamada “hemófilos”, responsável por muitos casos de pneumonia. Mesmo tomando-se as vacinas preventivas, é sempre bom estar atento aos sintomas da pneumonia, pois outros tipos de bactérias e vírus podem causá-la. Assim como aspiração, para dentro dos pulmões, de alimentos, substâncias do estômago ou corpos estranhos. Consulte o médico de sua confiança, para obter as orientações corretas sobre prevenção e tratamento da doença.