Vacinas. Fique em dia!


21 de abril de 2019

“ ”

Vacinas. Fique em dia!

O calendário de imunização não é só para criança. Os adultos também devem se preocupar com a carteirinha. É preciso estar sempre em dia.

A vacina contra tétano, por exemplo, não é só para adolescentes, precisa ser tomada durante toda a vida, a cada 10 anos. A doença continua fazendo vítimas, principalmente, entre adultos e idosos.

Outras vacinas importantes para maiores de idade são as que imunizam contra hepatite A, hepatite B e rubéola. Para os que têm mais de 60 anos, a recomendação é acrescentar a essa lista de cuidados as doses contra gripe e pneumonia.

A de gripe tem de ser aplicada todos os anos. Contra a pneumonia é indicada, principalmente, para pacientes em hospitais, asilos e casas de repouso. Há uma segunda dose que deve ser aplicada cinco anos após a primeira.

No caso da hepatite B, aplicada em três doses, a Organização Mundial de Saúde orienta a vacinação a toda a população, independente da faixa-etária. Transmitida por um vírus, por meio da corrente sanguínea e de contato sexual, 
a doença pode evoluir para hepatite crônica ou cirrose hepática, aumentando a probabilidade de a pessoa contaminada desenvolver câncer no fígado.

A imunização contra a rubéola  e também sarampo é importantíssima para as mulheres que desejam engravidar, caso ainda não estejam protegidas dessas doenças. 
Embora seja benigna, a rubéola pode acarretar sérias complicações ao bebê se a mãe contrair o vírus durante a gestação.

Outra dose necessária para a saúde é a da febre amarela. Quem viaja a determinadas regiões do país em que há incidência, deve ficar em dia com a vacina. A imunização é feita no primeiro ano de vida e deve ser reforçada a cada 10 anos.

Quem não lembra se tomou uma dose ou outra das mais importantes vacinas ou perdeu a carteirinha, não há problema. Se tiver como ir à unidade básica de saúde na qual foi vacinado pelas últimas vezes, basta solicitar a segunda via. Caso contrário, procure sempre um médico.